Uma Cultura de Aprendizagem: fazendo perguntas para estimular a inovação

Mais do que nunca, as escolas estão passando por um momento em que devem se concentrar em promover hábitos mentais que vão além de apenas aprender o conteúdo para ensinar os alunos a pensarem. Ao fornecer oportunidades e rotinas para os alunos desenvolverem esses hábitos mentais, as escolas estão os preparando para solucionarem problemas e serem inovadores. À medida que os alunos se tornam mais equipados com habilidades de pensamento de alto nível, eles entendem melhor o Criador e a Sua criação, e à medida que conhecem a Deus melhor, eles sabem mais sobre como servi-Lo.

Muitas vezes, as pessoas atribuem a inovação ao hemisfério direito do cérebro de indivíduos criativos que apresentam um pensamento inovador que ajuda a impulsionar novas ideias e conceitos. Stephen Shapiro, no seu livro Invisible Solutions: 25 Lenses that Reframe and Help Solve Difficult Business Problems (Soluções Invisíveis: 25 lentes que reconfiguram e ajudam a resolver difíceis problemas empresariais), fornece uma abordagem de inovação a partir do hemisfério esquerdo do cérebro.[1]

Embora o objetivo de seu livro seja orientar as empresas a experimentarem inovação, o conteúdo de Shapiro também pode fornecer uma estrutura para educadores promoverem o pensamento criativo e crítico em seus alunos. O elemento-chave desse processo é criar diferentes tipos de perguntas para ajudar a visualizar um problema a partir de ângulos diferentes, resultando em um processo que leva a ideias novas e criativas. É uma forma eficaz de ajudar os alunos a desenvolverem o seu pensamento crítico. Shapiro se refere a essas perguntas como lentes por meio das quais se aborda a solução de problemas.

Shapiro organiza essas lentes ou perguntas em diferentes categorias:

  • Redução da Abstração: quando as perguntas usadas ajudam a dar foco a um desafio que é excessivamente grande, amplo ou abstrato. Exemplo: o que nos dá a maior vantagem para resolver esse desafio?
  • Aumento da Abstração: quando as perguntas usadas ajudam a expandir o pensamento para aumentar o leque de possibilidades. Exemplo: Como podemos fazer perguntas que promovam uma mentalidade construtiva, em vez de enfocar nos obstáculos para resolver um problema?
  • Mudança de Perspectiva: quando as perguntas ajudam a olhar para um problema com novos olhos. Exemplo: De que outra forma essa tarefa pode ser realizada?
  • Alternância de Elementos: quando as perguntas fazem com que você mude de um parâmetro para outro. Exemplo: como podemos transformar uma má ideia em uma boa?
  • Focalização: quando as perguntas ajudam a rever se estamos de fato acertando o alvo certo. Exemplo: estamos resolvendo a causa raiz do problema?

À medida que preparamos nossos alunos para o século XXI, é importante ensiná-los como abordar os problemas. A pandemia nos lembrou que um aspecto essencial para prosperar em um mundo em constante mudança é ajustar nosso pensamento e resolver problemas de maneira criativa. Ser curioso e fazer perguntas é parte vital do ensino eficaz. Perguntas desse tipo ajudam a promover o nível mais alto de pensamento que desejamos em nossos alunos.

Como professores cristãos, temos uma oportunidade incrível de estar ao lado de nossos alunos e ajudá-los a se tornarem rapazes e moças que causarão impacto neste mundo. Embora a forma como ensinamos tenha mudado este ano, ainda podemos nos alegrar com o fato de que ainda podemos fazer parte da experiência educacional dos alunos. O desafio de fornecer continuamente a melhor educação a partir de uma visão cristã vale a pena, mesmo que isso vem sendo extremamente desafiador. Pode ser desanimador pensar sobre os muitos problemas e desafios que nossos alunos estão enfrentado e vão enfrentar, mas se os equiparmos com as habilidades que os capacitem a discernir a verdade, fazer perguntas e pensar em maneiras inovadoras de resolver problemas, nós os enviaremos para o mundo para causar um impacto significativo para Cristo.

Leighton Helwig
Diretor da Faith Academy
Manila, Filipinas

Trad. Raphael A. Haeuser


[1] SHAPIRO, Stephen M. Invisible Solutions: 25 Lenses that Reframe and Help Solve Difficult Business Problems. Mascot Books, 2020.

Posts recentes:

Eventos:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil