Cordialidade: criando um ambiente propício para a aprendizagem

(série valores)

Um valor como cordialidade é um tanto difícil de definir, mas George Durance (ex-diretor global da TeachBeyond) que diz que tem a ver com a bondade, a alegria, a civilidade e a afabilidade nos nosso relacionamento interpessoais, bem como a valorização de diversão e riso. Por que isso é importante e como podemos criar um ambiente de cordialidade nas nossas salas de aula?

Ser cordial é o primeiro passo para desenvolver um bom relacionamento. É através da prática de atos de cordialidade que criam-se laços de amor e harmonia entre as pessoas. Todos queremos ser bem tratados, por isso usar de gentileza se torna fundamental.

A fim de criar um ambiente de cordialidade em uma sala de aula, é importante que cada um ali sinta-se bem-vindo, seja visto e conhecido. O professor precisa deixar de olhar para os seus alunos apenas como alvos acadêmicos e importar-se verdadeiramente com cada um deles. Isso leva ao educador buscar conhecer a quem ensina, percebendo os seus interesses, o seu comportamento e as necessidades de cada um deles. Assim, a aprendizagem torna-se um subproduto do relacionamento, e os alunos tornam-se o foco da instrução em sala de aula em vez do conteúdo.

Nesse processo, a nossa vida como professores é o que fala mais alto. Somos exemplos de como se relacionar com os outros, demonstrando respeito, bondade, amor e gentileza, e incentivando e valorizando as características individuais de cada aluno. Ao agirmos assim, ajudamos os educandos a compreenderem o Salmo 139.14: “Tu me fizeste de forma especial e admirável, todas as tuas obras são maravilhosas.” Os alunos aprendem que cada um deles foi criado por Deus de uma forma especial, única e maravilhosa. Passam a reconhecer o seu próprio valor e principalmente o do outro, tornando a sala de aula um ambiente seguro, onde todos podem aprender e crescer em seus relacionamentos.

Em uma sala de aula cordial, todos têm um papel a desempenhar, todos são importantes. Criamos um ambiente cordial ao incentivar os alunos a valorizar a vida do outro, criando um espaço de cooperação, minimizando o individualismo e enfatizando o coletivo. Trata-se de um lugar onde as diferenças são respeitadas, onde é possível viver, na prática, o maior mandamento, que nos ensina a amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a nós mesmos.

Num espaço assim, os professores reconhecem e ressaltam que todas as pessoas têm valor e dignidade como portadoras da imagem do Deus Criador. Eles oferecem oportunidades para os estudantes refletirem essa imagem através de interações relacionais, tarefas criativas, reflexões críticas e aprendizado experiencial[1]. Os alunos são encorajados a reconhecer diferentes perspectivas e avaliar as suas opiniões e as dos outros através de uma lente bíblica do que é correto, verdadeiro, justo e belo. Eles são ensinados a criticar sem rancor e a temperar seus argumentos com graça e compaixão. Pessoas, não perspectivas, são a prioridade nesta sala de aula.

Nós servimos um Deus trino: um Deus cuja própria natureza é relacional. À medida que montamos salas de aula e ambientes de aprendizagem que, esperamos, tenham um impacto transformador na vida dos alunos, eles devem refletir essa realidade. Uma sala de aula cordial faz exatamente isso. Ele reconhece a importância do relacionamento e encontra maneiras criativas para que isso seja expresso para e por alunos e professores.

Roger & Denise Lüdcke
Consultores Educacionais da TeachBeyond
Coordenadores do Lúdikos — Programas Educacionais[2]

Adaptado a partir do texto de Rebecca Hunsberger “Congeniality as a Classroom Value” publicado em OnPractice. Leia o texto original aqui.


[1] O aprendizado experiencial acontece quando participamos de uma experiência, normalmente alguma atividade de recreação, e ao final dela olhamos para trás, fazendo abstrações e aplicações para as nossas vidas, a partir daquilo que vivenciamos na atividade. A Lúdikos – Programas educacionais, trabalham a mais de 15 anos com esta ferramenta.

[2] O Lúdikos educa através da recreação, utilizando o aprendizado experiencial, para ajudar crianças e adultos em seu processo de crescimento integral. Para mais informações acesse www.ludikos.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

CONHEÇA OS OUTROS VALORES:


POSTS RECENTES:


Santidade

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil