“Moisés” por Adolf Hult (1869-1943)

Fé: um exercício diário

(série valores)

Existem alguns temas comuns que percorrem essas histórias. Um desses temas é que muitas vezes os objetivos buscados por esses heróis pareciam completamente inatingíveis. Pense nas histórias de Sara, Josué, Gideão e outros. O que eles esperavam parecia impossível. Outro tema comum é a falta de recursos que esses personagens enfrentaram. Como Gideão seria capaz vencer uma batalha contra o vasto exército midianita com apenas 300 homens? Como Moisés poderia libertar os escravos israelitas do poderoso Egito? E mesmo que eles tivessem sucesso, o que haveria no deserto para sustentá-los? Um terceiro tema é a obediência: esses heróis da fé alcançaram seu objetivo porque fizeram o que Deus os desafiou a fazer. Isso é verdade mesmo quando eles não conseguiam ver o resultado para o qual estavam trabalhando, um tema final deste capítulo.

É fácil pensar que essas pessoas não eram como nós, mas que eram especiais. Porém, quando lemos suas histórias, percebemos que isso não é verdade. Moisés tentou todos os tipos de desculpas para evitar enfrentar o faraó. Gideão exigiu sinais milagrosos para convencê-lo da direção clara de Deus. Até Sara riu quando ouviu a promessa do Senhor pela primeira vez. Assim como esses homens e mulheres precisaram de tempo para crescer na sua fé, devemos nos animar ao perceber que a fé não é algo que nos acontece da noite para o dia, mas sim uma jornada.

Como isso se relaciona com o nosso trabalho na sala de aula? Vamos considerar os quatro temas destacados anteriormente.

Você já sentiu que os alvos estabelecidos são altos demais? Você se pergunta se a coordenação pedagógica ou diretora da escola conhece os estudantes da sua turma? Ou talvez você se pergunte se suas pequenas tentativas de integração bíblica ou de demonstrar amor são capazes de fazer alguma diferença eterna na vida de seus estudantes? Se for assim, você está na mesma situação que nossos heróis da fé e a boa notícia é que Deus é especialista em nos ajudar a alcançar metas que parecem impossíveis.

E os recursos? Talvez você saiba que os estudantes são muito capazes, mas eles não têm internet confiável ou seus livros didáticos são antigos e desatualizados. Talvez não existam recursos suficientes para se locomover. Novamente, você está em boa companhia. Felizmente Deus é especialista em chamar pessoas que se sentem fracas e inadequadas para realizar grandes coisas.

Então há obediência. Joe Schuringa, membro da diretoria global da TeachBeyond, freqüentemente diz: “Deus não o chamou para o fracasso.” Que grande lembrete: Deus o chamou e o colocou onde você está servindo agora, e Ele está lhe desafiando a não ficar remoendo os problemas, mas a olhar para Ele com fé e ver como Ele realizará grandes coisas através do seu ministério.

Finalmente, os heróis da fé ainda viviam pela fé quando morreram, e nem sempre viram o resultado do seu trabalho. Algumas crianças que irão desafiá-lo e, quando partirem, podem dar a impressão que não assimilaram nada daquilo que você tentou ensiná-las. Não desanime, porque o fruto pode demorar muitos anos. Não é seu trabalho salvar seus alunos; esse trabalho, felizmente, pertence ao Senhor!

Assim como os heróis da fé, você pode achar que avançar na fé é um desafio, mas lembre-se de manter os olhos em Jesus; não nas suas circunstâncias. Você não está onde está por acaso, e Aquele que o chamou certamente irá equipá-lo para fazer a Sua vontade (He 13:21). À medida que sua fé cresce, sua vida terá um impacto sobre as crianças e adolescentes com quem você trabalha, mesmo que seja só porque veem você exercitando a sua fé todos os dias.

David Midwinter
Diretor Nacional do Reino Unido
TeachBeyond

Traduzido por Raphael A. Haeuser

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

CONHEÇA OS OUTROS VALORES:


POSTS RECENTES:


Santidade

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil