O VÍRUS

De um vírus ouvimos rumores
Causando em nós temores
Vieram de terras distantes
Algo que nunca vimos antes

Rapidamente o vírus espalhou
Contaminando todos que encontrou
Milhares de vidas sendo ceifadas
E as pessoas apavoradas

Ainda tentando entender
Buscando a razão de ser
De tanto sofrimento e tanta dor
Responde-nos, nosso Senhor

Tudo à nossa volta mudou
Às pessoas, o vírus isolou
Não podemos nem nos tocar
O parente, ou o amigo abraçar

Ir à rua, à praça, à igreja
Nos lugares onde a vida sobeja
Para falar, conversar, para ouvir
Para viver, para interagir

Mas, o problema não para por aí
Há uma coisa que ainda não entendi
Esse vírus que ataca o pulmão
Também afetou a mente e o coração

Não conseguimos nos entender
Discordar, sem ofender
O vírus foi politizado
E cada um foi para o seu lado

Mas não há lado para escolher
Doente ou desempregado, tanto faz, tudo é sofrer
Nossa dor, pranto e gemido
Não tem cor, não tem partido

Livra-nos Senhor desta pandemia
Traz de volta a nossa alegria
Cura-nos e nos acalma
Mas cura também, o coração e a alma


(Adriano Caires – Missionário em Brasília)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta