Nós Buscamos Transformação

(série Educação Transformadora)

Na semana passada viajei por alguns dias. Enquanto eu estava fora, a Dana transformou uma velha mesa de brechó em uma antiguidade maravilhosamente restaurada. Ela trabalhou duro para desmontar, esfregar, lixar e pintar. Sabendo que eu amo montar coisas, ela me esperou para terminar. Quando cheguei em casa, peguei as portas, maçanetas, porcas e pregos e os espalhei para ver o que tínhamos. Eu não sabia como as peças se encaixavam: eu tinha uma ideia básica, mas havia suportes e tiras de madeira que eu não entendia. Como essa mesa deveria se parecer quando estava montada? Eu precisava de ajuda. Eu precisava conhecer o design.

Quando seus alunos se sentam na sua sala de aula, o que você procura? Quando eles chegam a você, qual é o seu propósito? Sabemos que ensinamos melhor quando temos o fim em mente, quando sabemos para onde estamos indo.

O Quê? Alinhando-se aos Propósitos de Deus

Nós buscamos transformação que se alinha com o Criador, confiando no Espírito para nos conformar à imagem de Cristo.

O primeiro dos quatro princípios fundamentais da TeachBeyond para a educação transformadora nos ajuda a saber para aonde ir e como chegar lá. O que isso significa para você hoje?

1. Nós temos um propósito poderoso. Não passamos apenas o currículo. Nosso propósito maior para cada criança é descobrir o design criativo de Deus. Em cada aluno, buscamos trazer a tona um projeto enraizado na imagem de Deus para cada pessoa (Gn 1:27) e, pela graça de Deus, incentivamos todos os alunos a se tornarem como Cristo e a desenvolverem os dons e habilidades que Deus deu a cada um para Seus propósitos ( Ef 2:10).

2. Nós oramos por sabedoria. Assim como eu precisava que a Dana me mostrasse como as peças se encaixam na mesa, nós precisamos da sabedoria de Deus para nos ajudar a entender como cada criança é projetada, o que cada uma pode ser como uma pessoa única e especial (Jr 1:5). Pedimos ao Senhor que nos mostre o que cada criança pode se tornar, não apenas como ela é.

3. Nós oramos para que Deus trabalhe. Deus, não o professor, é quem faz a criança crescer (1Co 3:6). Assim como Paulo plantou e Apolo regou, contribuímos de alguma forma para o crescimento de nossos alunos, mas não podemos transformar uma criança. Este é o trabalho de Deus. Podemos usar as melhores práticas e orar por Sua graça, mas é o Espírito Santo quem transforma corações e vidas. Nós não. Um sábio professor transformador disse uma vez: Fazemos muito menos do que pensamos fazer.

4. Nós respeitamos a cada pessoa. Assim como estamos buscando o design criativo de Deus, observamos cada criança em busca de dons e pontos fortes. Então, damos a elas oportunidades de usar e cultivá-los. Fornecemos opções de aprendizado quando possível, para que cada criança cresça em direção ao projeto que Deus tem para elas. Comemoramos os seus dons e o lugar de cada um em nossa sala de aula.

5. Nós reconhecemos dois níveis de transformação. O primeiro é fazer com que cada criança alcance o melhor que pode ser através da prática normal de ensino. Damos a eles uma educação que muda seus conhecimentos e habilidades de maneiras pequenas e grandes, ajudando cada criança a preencher a pessoa especial que é. Contudo, sempre estamos conscientes de apontá-los para a completa transformação em Jesus, em que eles O conhecem através da fé e são transformados em uma nova criação (2Co 5:17).

6. Não há fim. Toda criança pode continuar a crescer e aprender, mesmo que ela tenha cumprido os padrões curriculares. Toda criança que conhece Jesus pela fé deve continuar a aprender e crescer em direção à imagem de Cristo. A fé em Cristo não é nosso objetivo final; mas sim uma transformação completa à Sua imagem — e isso é um processo que dura toda a vida.

7. Não somos adequados para fazer isso. Como Paulo diz em 2Coríntios 3:5, Não que nos consideremos capazes de fazer qualquer coisa por conta própria; nossa capacitação vem de Deus. Somos servos de uma nova aliança, do Espírito que dá vida. O início de nosso trabalho como educador transformador deve ser a nossa própria transformação, sabendo que também precisamos da obra do Espírito em nossas vidas. Talvez a coisa mais importante que possamos fazer por nossos alunos seja garantir que estamos deixando Deus nos transformar.

Enquanto eu estudava as peças da mesa e Dana me dizia como elas se encaixavam, conseguimos montar uma linda e nova mesa a partir de uma antiga. De maneiras muito mais altas, profundas e amplas, Deus o usará para buscar design dEle para cada criança, pela Sua graça através do Espírito Santo. Cada criança pode se chegar mais perto o que Deus pretende para ela, e nós podemos fazer parte disso.

Joe Neff, ThM.
Diretor de Serviços Educacionais
TeachBeyond Global

Tradução: Tami Sato

Revisão: Raphael Haeuser

Posts recentes:

Educar pra quê?

/
Toda visão de educação tem um norte, um fim que busca alcançar. Nesta série, tratamos do propósito da educação do ponto de vista cristã, bem como a fé cristã interage com algumas percepções não cristãs sobre o propósito da educação.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil