Warning: Creating default object from empty value in /home/janzteam/public_html/sitenovo/wp-content/themes/enfold/config-templatebuilder/avia-shortcodes/slideshow_layerslider/slideshow_layerslider.php on line 28
Como Motivar os Alunos de Inglês como Segunda Língua? – TeachBeyond Brasil

“Como podemos motivar os alunos de Inglês como Segunda Língua?” 

Esta é uma pergunta que eu faço com frequência, especialmente quando me preparo para ensinar um conteúdo que aparentemente vai ser chato. Minha mente vagueia e prevejo meus alunos deitando em suas mesas com olhos e expressões vazias. Nem sempre o ato de aprender pode ser algo divertido. É triste, mas é verdade. Para alguns estudantes de Inglês como Segunda Língua, a aula de inglês pode parecer mais um problema do que algo valioso. Para outros – exceto os poucos que querem estudar no exterior ou trabalhar com turismo – não parece tão valioso quanto outros assuntos centrais, como matemática ou gramática, que são ensinados usando sua língua materna. Em outros casos, alunos precisam de Inglês como Segunda Língua apenas para acompanhar outros alunos que são nativos da língua. E, finalmente, como é o caso na maioria dos centros de língua inglesa, os pais forçam as crianças a ter aulas de inglês na esperança de que as habilidades que vão receber ao estudar a língua ofereçam mais oportunidades para elas no futuro. No entanto, há coisas que podemos fazer regularmente para deixar as obrigatórias – mas nem sempre tão divertidas – aulas mais fáceis lidar e as lições divertidas ainda mais agradáveis.

Recompensas

Primeiro, vamos falar sobre a maneira mais óbvia e controversa de motivar os alunos – recompensas. Durante meus primeiros anos de ensino, usei a motivação intrínseca quase exclusivamente e raramente recompensava meus alunos. Embora a motivação intrínseca[1] seja mais valiosa para os alunos do que as recompensas extrínsecas, não posso negar que as recompensas motivam diretamente meus alunos quando dadas de maneira controlada. Comunique claramente aos seus alunos o que eles precisam fazer para ganhar uma recompensa em aula e também como encontrar uma maneira de acompanhar seus ganhos. Use um sistema de recompensa apenas para incentivar um comportamento positivo, e não para punir um comportamento negativo. Por exemplo, se eles ganharem um prêmio por algo que fizeram bem, caso mais tarde este mesmo aluno se comportar mal, não tire essa recompensa de suas mãos. Há uma infinidade de ideias de sistemas de recompensa na internet que você pode usar em aula. Encontre um que funcione para você e para sua turma e use-o para adicionar outra camada de engajamento às suas aulas.

Curiosidade

Outra maneira de motivar seus alunos é despertar sua curiosidade. O inglês é a língua mais falada no mundo, o que resulta em uma enorme quantidade de conteúdo de qualidade em inglês. Você pode encontrar inúmeros vídeos, músicas, livros, artigos, etc. relacionados aos interesses de seus alunos em inglês. Mostre um mapa — ou melhor ainda, use o Google Maps — em sua sala de aula para apresentar aos alunos lugares e pessoas que talvez nunca tenham ouvido falar. Como professor cristão, você tem ainda mais acesso a conteúdos inspiradores em inglês e, dependendo do contexto em que ensina, pode usar o inglês não apenas para deixá-los curiosos sobre o mundo em que vivem, mas também sobre Aquele que o criou.

Elogie

Ao contrário de outros assuntos que podem ter uma resposta claramente certa e outra claramente errada, o inglês nem sempre funciona assim e por isso pode ser mais complexo. O progresso pode ser gradual e os alunos podem ter pontos fortes em uma habilidade do inglês, como escrever, e pontos fracos em outro como, por exemplo, falar. Isso nos dá a oportunidade de exercemos graça e generosidade quando elogiamos nossos alunos. Se um aluno te der uma resposta errada, você poderá elogiá-lo por usar uma frase completa ou uma boa pronúncia antes de corrigi-lo. Quando você têm alunos tímidos que antes nem sequer conseguiam emitir qualquer palavra  pronunciam uma única palavra em inglês bem baixinho, você pode elogiar eles efusivamente. Isso pode construir sua confiança e dar-lhes motivação intrínseca para participar de aulas e melhorar suas habilidades em inglês.

Você está motivado?

Todos nós tivemos dias em que entramos em sala de aula e não estávamos “no feeling”, por assim dizer. Se estamos cansados ou a lição que devemos ensinar não nos interessa, nossa própria falta de motivação afetará negativamente nossos alunos. Um versículo que me motiva como professor é Colossenses 3:23 — “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens,”Não só este versículo me desafia a fazer o meu melhor, mas também a fazê-lo para a glória de Deus. Oro para que cada um dos meus alunos sejam motivados a serem excelentes na minha aula, não apenas pelo seu desempenho acadêmico, mas que o Espírito Santo os transforme para trazer glória a Ele. Sabemos que para que nossos alunos sejam transformados, nós também devemos ser transformados. Que Cristo motive cada um de nós enquanto nos esforçamos para motivar nossos alunos.



Chloe L.
TeachBeyond

Chloe L. vive atualmente no Sudeste Asiático, onde leciona há quase 9 anos. Ela ensinou Inglês como Segunda Língua em uma escola privada bilíngue por 6 anos antes de abrir um centro de inglês com seu marido.

Texto original em https://www2.teachbeyond.org/article/strategies-to-motivate-english-language-learners

Trad. Davi G. Farias

[1] Nota do tradutor: Doublas H. Brown define a motivação intrínseca como o impulso interno que leva os indivíduos a se envolverem em uma atividade pelo prazer e interesse pessoal que ela proporciona. É a motivação que surge de dentro do próprio indivíduo, sem a necessidade de recompensas externas, e está relacionada ao senso de satisfação, realização e autodeterminação. (BROWN, H. Douglas. “Teaching Principles: cognitive principles”. In: BROWN, H. Douglas. Teaching By Principles: an interactive approach to language pedagogy. 2. ed. Londres: Longman, 2000. Cap. 4. p. 59-59.)

Posts recentes:

Posts relacionados:

Eventos:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil