Educação

Transformadora

à Distância

(série Educação Transformadora)

Os planos de aula moldam a forma como seus alunos aprendem e, embora possam estar organizados de forma diferente, as abordagens de planejamento costumam ser semelhantes.

Durante anos, uma das minhas abordagens favoritas foi esta:

  • Alunos: Conheça seus alunos. Considere o conhecimento, habilidades, deficiências, cultura, atitudes, etc. que eles já possuem
  • Resultados: O que você quer que o aluno saiba (cognitivo), sinta (afetivo) e faça (psicomotor)?
  • Métodos: Como você levará esses alunos de onde eles estão para onde precisam estar (resultados de aprendizagem)? Os métodos não são o fim; eles são as ferramentas criativas para chegar lá.
  • Avalie: Seus alunos alcançaram os resultados? Use a avaliação somativa, sim, mas ainda mais importante para a aprendizagem é a avaliação formativa: minuto a minuto, eles estão entendendo? E como você se adapta?

Eu incentivei meus professores a usar essa abordagem. Construímos um planejamento em torno disso e tivemos sucesso.

A Parte Que Falta

Mas algo estava faltando. A parte essencial para uma educação transformadora, poderosa e holística. A parte que torna o que você faz diferente da maioria das aulas do mundo, seja online ou presencial.

Você poderia dizer que falta integração bíblica. No entanto, se você está entrelaçando a verdade bíblica nesses passos, ela pode não estar faltando. Mas integração bíblica não é igual à educação transformadora.

Você pode dizer que Deus está faltando. No entanto, você pode ensinar sobre Deus dessa maneira. Ele não precisa estar faltando. Mas apenas ensinar sobre Deus não é uma educação transformadora.

Já ouvi professores dizerem que a peça que falta é “coração”. Esta é uma boa resposta. Afinal, quando fazemos educação transformadora, visamos o interior antes dos comportamentos externos.

Mas o que traz “coração” a isso? O que faz a educação transformadora funcionar?

A parte que falta neste plano: você.

Educação transformadora é sobre a vida. Trata-se de vidas transformadas. Trata-se de reunir você, o aluno, o Espírito Santo e a Palavra de Deus — todos esses vivos — e observar que “Deus é quem fez crescer”.

A educação transformadora é vida na vida, colocando um professor transformado em contato com o aluno. Você é o “currículo vivo” que Deus usa. Ambientes educacionais excelentes, um dos nossos pilares da educação transformacional, junta essas vidas. A sua presença é que faz com que a educação sobre a vida, tanto nos conteúdos quanto nos corações. Você é essencial!

O Desafio da Aprendizagem Online

Um professor que entra em uma sala de aula física não pode deixar de tocar vidas, para o bem ou para o mal. Os alunos observam hora após hora. A vida do professor se torna um livro lido pelos alunos.

Bons educadores transformadores levam quem são para a sala de aula. Seu amor por Deus, vivido na prática, impressiona os alunos. Seu amor incondicional pelos alunos, demonstrado em ação, atinge os corações. Seu amor pelo assunto, o presente que eles dão, mostra uma paixão que atrai os alunos para o aprendizado.

Mas, em uma aula online, um professor pode se esconder atrás da tela e apresentar uma aula relativamente estéril. É possível seguir as etapas, atingir os objetivos curriculares e mal entrar na sala de aula.

Para o professor, o desafio do aprendizado online é levar a si mesmo, todo o seu ser, transformado pelo Espírito Santo, para a sua aula. Aqui estão algumas ideias que ouvi de grandes professores transformadores para o ambiente virtual:

  • Veja sua aula como seu espaço, sua casa. Torne-o único e pessoal ao convidar seus alunos para “sua casa virtual”.
  • Amor, acima de tudo amor. Pergunte a si mesmo, como vou demonstrar amor hoje? Amor para com Deus, para com os alunos e para com o presente que você lhes dá (seu assunto).
  • Conheça indivíduos. Conheça cada aluno. Faça anotações ou reuniões paralelas. Trate cada um como um ser vivo integral com os seus interesses e necessidades. Ore por indivíduos.
  • Mostre o coração. Mostre seu coração transformado. Fale abertamente com os alunos sobre o coração. Seja real. Mostre o seu “interior”.
  • Planeje o engajamento. Abra espaço para o envolvimento ativo do aluno. No mundo online, todos estão famintos por interação. Use grupos online, discussões, arte, bate-papos paralelos. Ajude os alunos a falar e se conectar.
  • Cuide de si mesmo. “A fadiga do zoom” é real. Você precisa cuidar de suas necessidades e não apenas seguir em frente. Reserve um tempo para saber que Deus é Deus e desfrute da bondade de Deus, mesmo em confinamento.
  • Dê a si mesmo permissão. Saiba que você não só tem permissão para trazer “você” para a aula, mas que se quiser transformar vidas, você tem que estar verdadeiramente presente.
  • Concentre-se nas coisas grandes. Nunca se esqueça de que, embora os alunos precisem conhecer substantivos, verbos, e equações, a necessidade mais básica é conhecer a Deus e como a vida é vivida com Ele. Mantenha-se focado nisso.

Você provavelmente teve outras ideias à medida que leu este texto. Converse com os colegas sobre o que eles fazem e entre na sua aula vivo.

Depois que percebi que a chave para a educação transformadora estava faltando, coloquei esta etapa entre “alunos” e “resultados”  na abordagem descrita acima:

  • Professor: O que flui da sua vida e do seu coração?

A educação transformadora precisa que você esteja lá. À medida que Deus vai lhe transformando, que os seus alunos O vejam e também sejam transformados por Sua graça.

 

Joe Neff, Th.M.
Diretor Coordenador de Serviços Educacionais
TeachBeyond Global

Créditos das fotos: Peça perdida via PowerPoint. Conexão do professor via Shutterstock.

Posts recentes:

Eventos:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

Didaquê


Fique em contato com a gente

Escritório Nacional: Av. Júlio de Castilhos, 1401 Sala 501 — 95010-003 — Caxias do Sul/RS

um ministério:

TeachBeyond Brasil